Minha amamentação real

Tive uma gestação um pouco conturbada.

Vomitei muito, passava muito mal e perdi 20 kg durante a gestação.

E aí o bebê nasceu e minha aventura no universo da amamentação iria começar.

image

Para algumas mães a amamentação é um momento mágico, sem dor e sofrimento. Mas sei que para muitas outras a coisa não é bem assim.

Lá estava eu, meu leite desceu, meu peito estava enorme e ficando quente, não faltava alimento para a minha pequena.

Ela não consegui abocanhar direito o meu bico, não mamava direito e tive que tirar leite para ser dado a ela no hospital.

Tive o acompanhamento de uma pessoa adorável, uma profissional incrível que pacientemente tentou fazer com que minha pequena mamasse o leite que eu produzia. Mas era difícil.

Doía muito, muito mesmo. E sangrava sempre. O tempo todo.

A mamada durava em média 40 minutos, 20 minutos em cada peito.

Haviam dias em que sentia tanta dor que parecia que ia até o meio das minhas costas enquanto ela mamava. Nesses dias eu amamentava chorando,  e me mantinha lá firme.

As pessoas me diziam que logo essa dor iria passar, e aí ela aumentou Hahahahah.

Sim aumentou! Meu bico do peito se rompeu, ficou pendurado e sangrando, sempre sangrando.

Chegou um momento em que a dor não era mais tão forte, mas sempre doeu.

E um dia em meio a toda aquela dor, que agora era suportável,  eu apenas olhei para a minha princesa, e ela abriu os olhos e me viu.

Então ela sorriu para mim com os olhos. Sem parar de mamar ela sorriu para mim.

Sabe aquele sorrisinho em que os olhos ficam apertadinhos, aquele sorrisinho tão sincero, tão puro.

Naquele momento, em meio a minha dor eu acariciei a cabecinha dela e senti o seu cheirinho de neném.

Aquele cheirinho que fica na nossa memória pra sempre, que você quer guardar em um potinho de lembranças para sentir sempre que ficar com saudades.

E aquele momento em meio a minha dor e conflitos foi MÁGICO.

Sim e depois desse tive outros momentos mágicos, vários que não pude mais nem contar.

E foi aí que eu percebi que eu não precisava ficar triste, ou querer me comparar a pessoas que tiveram uma amamentação perfeita e sem dor.

E que mesmo que eu não tivesse tido leite eu ainda teria aquele olhar com aquele risinho.

Aquele risinho que me dizia: – mamãe que bom que você está aqui.

E esse momento eu carrego comigo. Esse momento que foi só meu. Meu momento especial.

Não importa se você terá leite, se não terá. Se dará complemento. Se não conseguirá amamentar.

Saiba que não importa como seja, você ainda assim terá o seu momento mágico, seu momento único e seu cheirinho exclusivo.

image

Mesmo que não seja como você imaginou, ainda assim seu colo será o mais acolhedor, seu cheiro será o melhor perfume, sua voz será a mais doce e o seu toque será um refúgio de amor para o seu bebê.

Não se cobre tanto.

Mães são um presente aos seus babys do jeitinho que são.

Apenas olhe nos olhos do seu bebê e mostre que está lá e o quanto o ama.

Você é um mãe real e não uma máquina. #realmommy

O amor lança fora todo o medo.

 

Author: realmommy

Share This Post On

2 Comments

  1. Somente uma pessoa com a sua sensibilidade para escrever um post como esse. Para mim a amamentação no início foi dificil, no entanto eu insisti e deu tudo certo. Minha filha está com 11 meses e amamento duas vezes por dia… É um momento intimo e mágico como você mencionou. Não é nada fácil ! Fora a fome avassaladora que se sente. O mais incrível no seu post é não fazer discriminar as mães que por exemplo complementam a alimentação de seus filhos. O importante é acreditar que somos capazes de amamentar, eu acreditava que não tinha leite o suficiente… e as pessoas contribuem para que as dúvidas pairem em nossas cabeças. Quando se deseja um bebê, quando vivemos uma gestação de amor, quando nasce um bebê, nasce uma mãe e aprendemos juntos a cuidar uns dos outros. Sim porque o bebê também cuida da mãe com um olhar, depois um sorriso, um carinho…

    Post a Reply
    • Palavras lindas, recheadas de verdades. Um cuida do outro e retribui o amor pura e intenso que nasce e só cresce. Obrigada pelo seu comentário Kel.

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.