Minha luta contra a Compulsão Alimentar

Não fui uma criança gorda. Não fui uma adolescente gorda também.

Porém lá pelos meus 16 anos comecei a gostar muito de doces, e o pior, comprava chocolates e bolachas recheadas, guardava na bolsa e comia tudo escondido no meu quarto a noite, depois que voltava do cursinho.

Um hábito péssimo.

Em casa tinhamos uma rotina de alimentação saudável.

Aos 17 anos comecei a fazer faculdade e comer muita besteira, logo engordei, e me senti péssima.

A minha vontade de comer era mais forte do que a minha vontade de emagrecer. Mas me detestava cada dia mais.

Um determinado dia comi e bebi bastante líquido, fui ao meu quarto e coloquei o dedo na garganta, vomitei tudo o que havia comido.

Passei 6 meses fazendo isso. Ia a restaurantes, escolhia tudo o que fosse mais fácil vomitar, bebia bastate líquido e corria pro banheiro.

Nunca contei para as pessoas (quase ninguém sabe disso). Sim tive bulimia.

Perdi 16 kg fazendo isso.

Não me sentia melhor depois que vomitava, ficava ainda mais arrasada comigo. Tinha até medo de morrer por essa doença.

É algo tão silencioso, porque você come na frente das pessoas, que ninguém podia imaginar, ou notar o que eu fazia.

Eu continuava comunicativa, sorrindo, conversando, saindo e vomitando.

Até que um dia minha irmã começou a notar. Eu ia ao banheiro e ela enfiava o ouvido na porta pra ouvir se eu estava vomitando. Eu saia do banheiro e ela entrava, pra verificar se tinha cheiro de vomito.

Fui parando com esse hábito péssimo. Porém aquela vontade doida por comida não tinha desaparecido.

Sempre foi uma luta, uma guerra.

Engordei tanto que cheguei as 114 kg.

Não aguentava me olhar no espelho.

Eu que era tão comunicativa, agora não queria mais sair.

Eu que amava fazer amigos, agora queria ficar trancada.

Percebi que havia desenvolvido um novo transtorno, a COMPULSÃO ALIMENTAR.

Vem uma vontade louca de comer, de mastigar, de engolir que a pessoa come tudo o que encontra pela frente. Inclusive coisas que ela detesta, pelo simples ato de mastigar algo.

Eu comia tanto que passava muito mal, não tinha nem vontade de levantar da cama de tanto mal estar.

Meus filhos foram a minha fortaleza. Me reergui por eles e comecei a lutar contra tudo aquilo.

Todos os dias acordo decidindo lutar. E muitas vezes perco a batalha.

Mas tendo novamente.

Agora no fim de novembro lancei esse site, e já faz tempo que tinha esse sonho.

Estava tão ansiosa e empolgada que na semana anterior ao lançamento eu comia tudo o que não podia. Até ai tudo bem, eu jogava a culpa na ansiedade hahahaaha.

Passando o lançamento do site, dia 27 de novembro de 2015, nada mudou. Na verdade tudo piorou.

Comecei a comer tanto, mas tando que engordei em 2 semanas 6 kg. Sim isso mesmo!

Mas como? Comendo sem parar, tive uma recaída. Uma crise de compulsão alimentar.

Então no dia 14.12.2015 me pesei e fotografei.

Quando me olhei foi bem desesperador. Não fiquei feliz, mas também não me odiei.

Decidi continuar lutando.

Hoje dia 21.12.2015 estou conseguindo, mais uma vez venci a compulsão.

image

Vou relatar toda a minha experiência com vocês, porque sei que muitos passam por isso.

Sei também que muitos não imaginam que isso exista.

Compartilhe esse post com amigos se você achar que poderá ajudá-los

E se você está passando por essa situação, venha comigo. Vamos lutar juntos.

Vou postar minha experiência e também estratégias que uso pra vencer a Compulsão Alimentar.

image

Não desista de você. Continue lutando.

Eu não vou desistir. Sou apenas eu. Sou real.

Seja você. Seja REAL.

Respeite seus limites e não deixe de lutar

Author: realmommy

Share This Post On

7 Comments

  1. Parabéns, realmente qualquer tipo de compulsão é complicado mesmo, eu posso imaginar. Mesmo não sofrendo desse problema imagino a sua luta.
    Mas com força e foco nós conseguimos..
    Um beijo e mais uma vez parabéns.

    Te sigo no insta e sigo te acompanhando o meu é o 36ou38

    Beijooos

    Post a Reply
  2. AMIGA!
    Olha que evolução maravilhosa esses dias! Isso é uma vitória e tanta!
    Meus parabéns!!!
    Continue firme e dividindo isso conosco, juntos podemos mt mais!
    Beijos, lindaaaaaaaa da VIDA!

    Post a Reply
  3. Amo você se paixão.
    Que testemunho lindo
    Força
    Mid

    Post a Reply
  4. Lu minha linda
    Fico tão orgulhosa de vc, adoro vc, sua garra e sua sinceridade
    Vc nao vive um mundo mágico e fácil como todas costumam pregar! Emagrecer eh tão difícil, lutar contra a vontade desnecessária e compulsiva de comer eh mto diicil
    Parabéns amiga, vamos lá vc vai conseguir ! Saudades

    Post a Reply
  5. Parabéns! Eu vivo exatamente o mesmo, e realmente ninguém percebe e é muito difícil. Ver você expor assim a sua realidade me motiva! Vou contigo nessa. Não vamos desistir!

    Post a Reply
  6. Parabéns pela coragem! Muitas pessoas não dão ouvidos a esse tipo de compulsão e acham que sou reclamona, que tenho tudo na vida… Mas ser refem da comida tem me incomodado cada dia mais.
    Me sinto sozinha, meio doida, numa tristeza só minha!
    Adorei achá-la aqui…. Vou te acompanhar…

    Post a Reply
    • Parabéns pela coragem, força e determinação…eu sei bem o que é isso, tenho uma ansiedade que, em alguns momentos, beira o insuportável e nem sempre consigo me controlar. A comida é uma válvula cruel de escape e quando me descontrolo e devoro milhares de calorias sem nenhum critério de gosto, doce ou salgado,tanto faz, regados com litros de refrigerante chego a sentir vergonha de me olhar no espelho, sobretudo de recomeçar. Esse eterno recomeço me destrói! o mínimo de dignidade que sobra vem do amor pela minha filha. Essa luta contra mim mesma talvez seja a mais difícil,a batalha é diária, como um dependente químico, preciso pensar apenas no hoje e assim seguir em frente, rumo a liberdade de ser eu mesma e não um rascunho gordo de mim.

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Eu X Compulsão Alimentar (parte2) | Real Mommy - […] Vou contar agora como foi essa minha primeira semana lutando essa guerra. (Para quem não leu o post anterior,…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.